Turismo no Nepal


Graças aos seus versáteis atributos naturais,culturais e geográficos, o Nepal oferece tudo para todo mundo. Nós temos algo especial para quem procura aventura, amantes da natureza, conhecedores de ricos tesouros estéticos e todos os outros.  

Nepal é o destino ideal para turismo de aventura por causa de sua formidável e variada geografia, inerentemente repleta de natureza rica e refrescante. Uma vez no Nepal, a pessoa poderá aproveitar diversas atividades ao ar livre como fazer parapente perto das montanhas e até mesmo observar os tigres de Bengala na densa floresta de Chitwan. Dotado de 8 dos 14 picos mais altos do mundo, incluindo o Mt. Everest, o Nepal é o mais bem conhecido centro de montanhismo.

Trekking, Rafting, Safari na Floresta, Exploração da Flora e Fauna, Mountain Biking, Bungee Jumping, Observação de Pássaros, Andar de Canoa, Escalar Rochas, Vôo nas Montanhas, Andar a Cavalo, Pescaria, Caça ao Mel são as principais escolhas de turismo de aventura. O mais novo conceito de Maratona do Everest é único. A Competição de Pólo de Elefante que acontece todo ano no Nepal é outro nicho sem concorrentes.

Durante muito tempo, o Himalaia Nepalês proveu um lugar sagrado e sereno para todos. Sábios e videntes transformaram o lugar em seus lares durante sua busca pela libertação do sofrimento e ignorância. O mesmo Himalaia agora serve como um destino atraente para turistas de aventura do mundo inteiro. 

Boas notícias para amantes da natureza, Nepal é também lar de uma grande variedade de fauna e flora nos seus parques nacionais e reservas.

Os visitantes podem optar por ir à safáris na floresta ou ficar nos mais belos resorts selvagens do Nepal. O Parque Nacional de Chitwan tem aproximadamente 50 tipos diferentes de mamíferos e 450 espécies de pássaros, sozinho. Localizado a mais de 9000 pés, o Parque Nacional de Sagarmatha é reconhecido pela UNESCO como patrimônio histórico, assim como propriedade para conservação. A maior reserva selvagem do mundo oferece uma vista maravilhosa dos picos cobertos de neve.

Além disso, o Nepal é uma terra de pioneirismo artístico. Principais produtos de artesãos do Nepal incluem jóias de prata, figures e estátuas, instrumentos musicais, thankas e outras pinturas, máscaras e fantoches, produtos de papel, pashmina e produtos de seda e vestimentas feitas à mão.

O Nepal é uma nação multi-étnica, multicultural, multi-religiosa e multilíngüe. Unidade no pluralismo e diversidade são suas características mais notáveis e diferenciadas. Como amostra da diversidade magnífica das formas culturais do Nepal, o Museu Étnico é um centro vivo de recursos para conhecer e aprender mais sobre a estrutura da sociedade Nepalesa.

Visitantes também podem receber serviços médicos de qualidade por preços acessíveis, que ficam nas proximidades da natureza virgem e intocada. O Nepal oferece tratamento medico econômico e acessível por médicos qualificados e que falam Inglês de forma eficiente. Homeopatia também é uma forma de tratamento muito popular no Nepal. O país também é conhecido pela excelência em serviços naturopáticos. Os métodos naturais incluem exercício, ioga, reki, meditação spiritual, fisioterapia e outras formas de tratamento, que se mostraram efetivas dentro e fora do país.

Um país onde a vasta maioria das pessoas mora em áreas rurais, o Nepal agrega grande importância no turismo rural. Esse novo gênero de turismo implica na possibilidade de conhecer os principais tesouros do país: cultura, costumes e tradições. O turismo rural permite que os visitantes conheçam a rotina e a cultura dos residentes locais. Eles não irão apenas observar a vida na vila, mas também poderão participar diretamente dela.

Cidades Populares

A cidade capital, Katmandu é enriquecida com mais templos do que casas e festivais que excedam o número de dias em um ano. O vale inteiro com seus sete sítios foi colocado na lista dos Patrimônios Históricos Mundiais cultural. O local, que mistura vigor cultural com as mais modernas instalações é um lugar adorado pelos turistas que já estiveram aqui. O lugar tem mais coisas a oferecer e não é apenas a capital administrativa do país mas é também a capital da cultura tradicional e dos recursos físicos. Três Praças Durbar – Katmandu, Patan e Bhaktapur, Pashupatinath, Bouddhanath, Swoyambhunath e Changunarayan são os lugares mais reverenciados pelo povo de Katmandu e o resto do mundo.

Katmandu hoje é uma velha cidade fascinante onde os pagodas, templos típicos, ruas estreitas com paralelepípedos, velhas janelas esculpidas, e santuários de pedra servem para mostrar o drama na vida que continua sem obstáculos. Aqui as experiências são incríveis, vistas fascinantes, e o clima é encantador. Aqui existem Deusas vivas, cujo os sorrisos são uma benção. Elas são Lamas reencarnadas que prevêem o future num jogar de dados e referencia escritural. Existem calçadas que te levam a aventura para lugares lendários onde ogros já viveram. Existem jardins secretos atrás de palácios jamais vistos e pátios onde milagres acontecem, e uma cidade que Buda visitou.

A beleza natural de Pokhara no Nepal Centro-Oeste é simplesmente desconcertante. Fazendo o pano de fundo, temos as espetaculares Montanhas Annapurna com o magnífico Machhapuchhre dominando a paisagem. Acrescentando ao encanto de Pokhara, existem três lagos que são o Phewa, Rupa e Benas. Lumbini no sudoeste é o local de nascimento do Senhor Buda e um local de Patrimônio Histórico. Uma inscrição no Pilar Ashoka identifica o Jardim Sagrado como o local onde Buda nasceu. Lumbini tem vários templos artísticos e monastérios construídos com apoio internacional.

A UNESCO reconhece Chitwan como um dos poucos vestígios intocados da região “Terai”, que antigamente entendia-se aos sopés da Índia e Nepal e aos pés do Himalaia. O Parque Nacional de Chitwan foi listado como sítio de Patrimônio Histórico. O lugar tem particularmente uma fauna e flora muito ricas. Uma das últimas populações do rinoceronte Asiático de um chifre vive no parque, que também um dos últimos refúgios do tigre de Bengala.

 

Parques e Reservas

Existem um total de 9 parques nacionais, 3, reservas selvagens, 6 áreas de conservação, 1 reserva de caça, incluindo 11 zonas tampão dentro e ao redor das áreas protegidas, cobrindo um total de 28,998.67 quilômetros quadrados (19.70%) da área total do país. A rica biodiversidade do Nepal torna-o ideal como um destino de eco-turismo.

 

9 Parques Nacionais Bardia, Chitwan, Khaptad, Langtang, Makalu Barun, Rara,Sagarmatha, Shey- Phoksundo, Shivpuri Nagarjun.
3 Reservas Selvagens Koshitappu, Parsa, Shuklaphanta
1 Reserva de Caça Dhorpatan
6 Área de Conservação Annapurna, Kanchenjunga, Manaslu, Api Nampa, Blackbuck, Gaurishankar

 

Turismo Rural

No Nepal onde uma grande área é ocupada pelas vilas existe um tremendo potencial em turismo rural. Seu principal alvo é conectar o desenvolvimento da vila e turismo sustentável através da geração de renda, empregos e mercados locais para produtos agrícolas e manufatura. Outros objetivos incluem o fornecimento de incentivos para florestamento e conservação da natureza e a criação de uma família global através de encontros entre o povo rural Nepalês e turistas estrangeiros durante a estadia nos lares das vilas, resultando em compreensão e aprendizados mútuos. As acomodações são em quartos de hóspedes individuais com famílias que irão te receber ou, entre as vilas, em barracas. Durante o trekking, refeições serão preparadas por uma equipe de profissionais. Nas vilas, os visitantes podem experimentar um delicioso “Daalbhaat”Nepalês, preparado higienicamente, que consiste produtos produzidos localmente como arroz, lentilha e vegetais frescos e orgânicos.

 

Estações das Colinas

Entre as estações de colina mais notáveis estão: Bandipur, Nagarkot, Dhulikhel, Tansen, Gorkha entre outras. Bandipur é uma antiga cidade comercial de ruas singulares e clima charmoso, que fica a 135 km da estrada Katmandu – Pokhara. Bandipur retém seus atributos culturais antigos. Nagarkot, localizada a 32 quilômetros ao leste de Katmandu, é um dos pontos mais bonitos no distrito Bhaktapurl e é renomada pela espetacular vista do nascer do sol do Himalaia, quando o tempo está limpo. Nagarkot se tornou famoso como um dos melhores pontos para ver o Monte Everest além de outros picos repletos de neve no alcance do Himalaia do Nepal oriental. Dhulikhel é uma cidade antiga e pitoresca situada a 30 km ao leste de Katmandu no Arniko Rajmarg (Estrada Katmandu Kodari). Daqui, é possível ter uma visão panorâmica de toda a extensão do Himalaia. Tansen fica no caminho de Pokhara para Lumbini, cidade-natal do Senhor Buda, e não é tão longe do Parque Nacional de Chitwan e localizada por volta de 1,300 metros acima do nível do mar, no flanco sul da Colina Srinagar. Gorkha é uma cidade na colina maravilhosa com grande significado histórico. O Rei Prithvi Narayan Shah, que unificou o Nepal durante o século 18, nasceu no distrito de Gorkha, que oferece vista panorâmica às montanhas nevadas.

 

Patrimônido da UNESCO

Dos 812 Patrimônios Históricos, quarto estão localizados no Nepal: o Vale de Katmandu, Parque Nacional de Sagarmatha, Parque Nacional de Chitwan e Lumbini, local onde nasceu o Senhor Buda. As principais zonas monumentais no Vale de Katmandu são Swoyambhunath, Boudhanath, Bhaktapur Praça Durbar, Changunarayan, Pashupatinath, Praça Katmandu Durbar e Praça Patan Durbar.

 

Planícies (Tarai)

 

Janakpur

Janakpur é uma planície oriental e é uma das cidades históricas do Nepal, ficando a 20 km ao sul da (Estrada Lest-Oeste) Estrada Mahendra. Previamente chamada de Mithila, foi a capital de Videha (sem corpo) governantes espirituais, os Janakas. Janaki ou Sita nasceu no Sivadhwaga Janaka e se casou com Rama, o Rei do Ayodhya e lendário herói da grandiosa e épica ‘Ramayana’. Um famoso centro de aprendizado em tempos antigos, Mithila já ostentou centenas de sábios que contribuíram substancialmente para a filosofia Hindu. O grande marco de Janakpur é sem dúvida o popular Templo Janaki no meio de um bazar que é dedicado ao Sita.

 

Locais de Peregrinação

O Nepal tem diversos locais de peregrinação. Cada templo é ligado a uma lenda ou crença que glorifica os poderes milagrosos de sua divindade. O Vale Katmandu é lar do famoso Templo Pashupatinath, Swayambhu Stupa e diversos outros templos famosos. Centenas de templos famosos são localizados dentro e nos arredores do Vale de Katmandu. Alguns locais bem conhecidos de peregrinação são: Baraha Chhetra, Halesi Mahadev, Janakpur, Pathibhara, Tengboche no Nepal Lest; Manakamana (precisa ir de teleférico), Gorkha, Lumbini, Muktinath, Gosainkunda, Tansen, Valei de Katmandu no Nepal Central; e Swargadwari, Khaptad Ashram no Nepal Oeste. Pashupatinath, Swoyambhunath, e Boudhanath são locais que também são listados como Patrimônio Histórico na UNESCO.

Nepal também é a Passagem para Kailash Mansarovar, a casa mística do Senhor Shiva. Devotos de diversas partes do Nepal e Índia se aglomeram nos templos durante os festivais especiais. Os locais de peregrinação do Nepal como Muktinath e Gosainkunda fazem parte dos destinos de trekking. Passeios para esses locais são encorajados pela novidade que eles proporcionam em termos de natureza e cultura.

Pashupatinath, dedicado ao Senhor Shiva, é o destino Hindu mais sagrado no Nepal. Acredita-se que Swoyambhunath foi criada mais de 2,500 anos atrás. O Templo Janaki é dedicado ao Janaki (Sita no Ramayana).

 

Novos Destinos para Turismo

Langtang ,Dolpa, Lumbini

 

Principais Coisas para fazer no Nepal:

 

Montanhismo:

O Nepal ficou em destaque mundial pela primeira vez quando Tenzing Norgay Sherpa do Nepal e Sir Edmund Hillary da Nova Zelândia conquistaram o Monte Everest em 1953. Desde então, já tiveram incontáveis expedições para o Himalaia. Com oito dos picos mais altos do mundo nos limites do Nepal, existe um enorme interesse no Himalaia Nepalês. Existem por volta de 326 picos no Nepal abertos para montanhismo. O equipamento de escalada pode ser comprador ou alugado em Katmandu ou então toda a expedição pode ser gerenciada por agências de montanhismo e trekking. Toda a logística é vista por essas agências, incluindo equipamentos, comida, transportes, guia e serviços de portaria. Eles também providenciam cobertura de seguro. Sempre escolha uma agência com uma boa reputação.

 

Trekking

Trekking é de longe a maior atração do Nepal. Essa atividade é também a melhor forma de conhecer e compreender o seu povo. Andar pelos arrozais; pelos rododendros; cruzar córregos, acampar no topo de uma colina na selva com grandes montanhas ao fundo, fazem do trekking uma experiência inesquecível. O visitante pode também fazer trekking de pônei em algumas áreas mais remotas, que é igualmente atraente para o visitante. O trekking de pônei é mais oferecido na região ocidental de Pokhara, Dolpo e Lo Manthang (Mustang). Os dois trekkings mais populares são o Acampamento na Base do Everest e o Ao Redor de Annapurna, também conhecido como Circuito Annapurna, já que o passeio dá a volta pela extensão do Annapurna. Existem diversos trekkings oferecidos na região do Everest e Annapurna. Outras regiões populares são o Vale Langtang, Helambu, Makalu, Manaslu, Kanchenjunga e o Vale Arun. Outro destino muito popular na região do Everest é o Vale Gokyo.

 

Rafting:

O Nepal tem alguns dos melhores rios para fazer rafting. As viagens de rafting para alguns é o ponto alto de suas estadias no Nepal. As águas do Nepal oferecem algo pra todo mundo: de rios classe 5-5+ com corredeiras furiosas para os aventureiros até rios classe 2-3 com algumas corredeiras para novatos. Os praticantes também tem escolhas que variam de viagens de 2 a 3 dias até viagens de duas a três semanas. Remo é uma forma divertida de aproveitar o passeio assim como conhecer melhor os praticantes de rafting. O guia do rio começa com instruções de segurança e emergências. Antes disso, todos recebem um colete salva-vidas e capacetes. Isso é indispensável para a sua segurança no rio a todo o tempo. O almoço em alguma praia de areia branca por volta de meio-dia também é divertido. A melhor época para fazer rafting é de Outubro ate meados de Dezembro e de Março até início de Maio.

 

Mais Aventura

O Nepal oferece uma pletora de atividades ao ar livre, desde parapente perto das montanhas até observar os tigres de Bengala na selva de Chitwan. Trekking e escalada de montanhas ainda são os esportes mais populares entre os visitantes. Fazer rafting nas águas brancas dos córregos das montanhas, conhecendo a geografia do Nepal, é igualmente popular. Safari na selva em Terai é preferida pelos visitantes que estão interessados em ver a variedade de animais e pássaros raros do Nepal. Nepal também oferece bungee jumping sobre o selvagem Rio Bhote Koshi. O Canyoning que explora superfícies irregulares e sub-cachoeiras e escapar é outra opção no local. Atividades aéreas incluem vôos de ultraleve e parapente para uma ótima vista das montanhas. Vôos nas montanhas oferecem a vista mais perto possível do Monte Everest e outros picos. O contato de perto com as montanhas mais altas da Terra normalmente deixa os turistas boquiabertos e admirados.

 

Entretenimento e Esportes

Com as emoções das atividades ao ar livre, o Nepal também oferece diversão na cidade pra seus visitantes. Enquanto os visitantes aproveitam o rústico simplesmente observando paisagens espetaculares e participando de atividades de culturas exóticas, nas cidades como Katmandu e Pokhara, parte do entretenimento está a par do mundo ocidental. Os visitantes têm a possibilidade de escolher uma variedade de diversões. Eles podem: participar de shows culturais que incluem teatro e arte local; jantar e desfrutar de vinhos em hotéis de primeira que oferecem serviços excelentes; curtir música e dançar em discotecas abertas recentemente; tentar a sorte no borracho ou blackjack em um de nossos cassinos; aproveitar um jogo de golfe na serenidade do Himalaia; ou apenas assistir a filmes em um de nossos cinemas. Um gostinho da cultura Nepalesa ainda é muito procurado pelos turistas. Os turistas ficam fascinados pelo ambiente étnico nos restaurantes locais que servem a típica e autêntica comida Nepalesa. Galerias de arte e museus do Vale exibindo tesouros culturais também estão entre as escolhas preferências do público. Academias e spas estão disponíveis para os amantes de esportes.

 

Região de Trekking:

• Região do Everest

• Acampamento do Everest

• Trek de Jumla até Rara

• O Trek Dolpo

• Jiri até Lukla

• Mustang Superior

• Outros treks ao redor de Solu

• Os Vales de Hinkhu e Hongu

• Circuito Dhaulagiri

• Do Everest até o Vale Arun

• Trek Lamjung

• Sikles

• Região de Annapurna

• Circuito de Annapurna

• Jomsom e Muktinath

• Sopé de Annapurna

• Santuário de Annapurna (Acampamento de Annapurna)

Festas & Festivais

Todas as festividades no Nepal tradicionalmente começam com alguma coisa religiosa e se movem com o clima espontâneo numa agradável festa familiar. Isso acontece porque a religião Nepalesa sempre influenciou e foi o núcleo da cultura do Nepal. A maioria dos festivais que são celebrados no Nepal é religiosa. Porém, eles geralmente podem ser divididos em quatro sessões, mas sempre mantendo os principais aspectos do festival em destaque:

Religiosa: Esses festivais são especialmente feitos para honrar determinado deus ou deusa. Por exemplo, Bada Dashain, o festival de Devi Durga, a deusa-mãe universal também conhecida como Kali.

Histórica: Os festivais históricos são celebrados para manter as memórias de eventos de grande importância vivas. Gaijatra, foi introduzido por Jaya Prakash Malla.

Sazonal: Os diferentes festivais sazonais são celebrados para marcar o início das estações especiais. Holi ou Fagu é o festival inspirado pela primavera, a estação das cores.

Lendária: Esses festivais são baseados em lendas mais do que qualquer outro registro confiável. Ghantakarna é um festival, que também é baseado em uma lenda. O festival é celebrado como um grande alívio da morte do lendário e mais temido monstro – Ghantakarna

Um dos jeitos mais interessantes para compreender a beleza e a riqueza da cultura Nepalesa é através de festivais. Durante os festivais no Nepal, são praticadas danças culturais, canções e outras performances. Esses tesouros culturais tornam os festivais mais interessantes e divertidos. O povo fica mais alegre em participar das performances e observar os outros fazer suas performances e por isso, ninguém fica parado nestes festivais. Os festivais são vivos e com propósito.

 

Corpo, Mente e Alma

O curso de meditação em Lumbini, Bhairahawa ou em Bouddha, Katmandu irá te ajudar se explorar no seu interior e achar uma nova pessoa dentro de você. Existem centros especializados que oferecem cursos de meditação, acomodações e comida. Aulas de ioga irão contribuir para o desenvolvimento de um corpo, mente e pensamentos saudáveis. Isso também pode te ajudar a alcançar um desenvolvimento equilibrado, harmonioso e integrado de todos os aspectos de sua personalidade. Ioga é um caminho para uma verdadeira existência feliz e saudável. A prática de ioga eventualmente te prepara para um despertar espiritual, o objetivo supremo da vida humana. Um percentual alto da população do país ainda conta com a medicina tradicional baseada na Ayurveda. A Ayurveda e a sabedoria da medicina tradicional e a prática são predominantes nas comunidades e são totalmente dependentes em ervas medicinais locais disponíveis, conhecimento, tecnologia e sua aplicação. Essa forma tem profunda história em estudos taxonômicos, farmacológicos e clínicos dos medicamentos. É também a forma primária de tratamento e é extensivamente usada.

 

Turismo É uma das maiores atrações do Nepal. No Nepal, o turista pode visitar locais de importância histórica, cultural e religiosa e aproveitar a beleza pitoresca ao mesmo tempo. Os famosos destinos para turismo são o vale de Katmandu, Pokhara (com beleza estonteante), Lumbini (local de nascimento do Senhor Buda), Nagarkot e Dhulikhel (resorts na colina), Gorkha, Janakpur etc.
Trekking As regiões montanhosas do Nepal oferecem uns dos melhores e mais espetaculares locais para trekking no mundo. Os grandes contrastes na altitude e no clima encontrados em diferentes partes do país colaboram com uma mistura igualmente espetacular de estilos de vida, tipos de vegetação e vida selvagem. O destino de trekking mais popular no Nepal é a região de Annapurna. Outros destinos incluem a região do Everest, região Langtang e outras áreas remotas.
Montanhismo Nepal é conhecido por suas Montanhas no Himalaia. Entre os dez picos mais altos do mundo, oito estão no Nepal, incluindo o pico mais alto, o Monte Everest. O Nepal é o famoso destino para montanhismo para os praticantes do esporte e todos os anos, mais de 100 expedições acontecem nos Himalaias. Existem quatro estações para o montanhismo no Nepal:

•Primavera (Março- Maio)

•Verão (Junho-Agosto)

•Outono (Setembro-Novembro)

•Inverno (Novembro-Dezembro)

Rafting nas Águas Brancas do Rio : O Nepal conquistou a reputação de ser um dos melhores destinos no mundo para rafting em águas brancas. Para o propósito do rafting, os rios são classificados numa escola de um a seis, dependendo em quão selvagens os rios são. Quatro classificações são consideradas desafiantes sem ser excessivamente perigosas ao novato. A classe cinco requer experiência prévia em rios.
Safári na Selva: O Nepal oferece uns dos destinos mais emocionantes para safáris no mundo. Existem 14 parques nacionais e reservas selvagens no país. Eles oferecem um dos maiores habitates do mundo para espécies ameaçadas de extinção como o rinoceronte de um chifre ou rinoceronte Indiano, o tigre de Bengala Real, leopardo da neve, touro azul, e o robusto crocodilo gavial comedor de peixes.
Observação de Pássaros: A observação de pássaros é outro evento interessante no Nepal. Mais de 800 espécies de pássaros migratórios, residentes e de zona úmida são encontradas no Nepal. Entre eles estão os koklas, bucerotiformes gigantes, trogoniformes de cabeça-vermelha, paradise flycatchers, garças, guarda-rios, e vários outros faisões, toutinegras e pássaros de canto alto. Os pontos populares para observar os pássaros são Phulchoki, Godavari, Shivapuri, e diferentes parques nacionais como Chitwan.
Vôo nas Montanhas: O vôo nas montanhas é uma das atrações mais populares no Nepal. Para aqueles que estão restringidos por tempo ou outra razão para não fazer trekking, você pode ter uma vista panorâmica dos Himalaias em apenas uma hora. Mesmo para aqueles que são amantes do trekking, normalmente eles não perdem a oportunidade de ter uma perspectiva diferente da paisagem. O avião sai de Katmandu e voa pelos Himalaias dando a oportunidade para ver os picos nevados de perto. Durante o vôo, os viajantes poderão ver várias montanhas como o Monte Everest.
Turismo de Helicóptero: No Nepal, ir para cantos remotos do Himalaia de helicóptero é uma atividade prazerosa e emocionante. Já que o helicóptero precisa de pouco espaço para pousar, o serviço pode ser contratado para levar turistas para qualquer lugar a qualquer hora.
Balonismo: A aventura do balonismo agora está disponível nos vôos de Balão de Katmandu, e normalmente começa um pouco após o amanhecer quando os ventos estão moderados. O balão irá flutuar por volta de 1200 a 1500 metros sobre o vale. Desta altura, toda a extensão do Himalaia poderá ser vista junto com a fantástica vista do Vale de Katmandu logo abaixo.
Convenções: A condição do tempo agradável e várias amenidades que incluem centro de convenções internacional e hotéis de primeira qualidade fazem Katmandu o lugar ideal no Sul da Ásia para organizar conferências internacionais. A comunicação direta por satélite, aumento de operações das companhias aéreas, serviços eficientes com preços competitivos, e o grande uso de inglês entre a equipe de hotel e equipe de apoio são outras vantagens que Katmandu oferece aos executivos de negócios e organizações internacionais para fazer reuniões, seminários e conferencias nessa capital pitoresca.
Turismo Esportivo: Nepal também oferece grande oportunidade de turismo esportivo. Com o clima agradável e vista panorâmica das montanhas cobertas de neve e colinas verdes, o Nepal prova ser um destino ideal para esportes tais como golfe e críquete.